Doce Escorpião
Sem desandar, sem humilhar ninguém, é assim que eu quero ser, sim, uma pessoa melhor. Não melhor do que ninguém, mas o melhor que eu puder ser.

Obs.: Textos reais e outros fictícios.
© theme

E lá está ela. Sentada na privada, olhando pra um potinho no chão com sua urina e cloro às 6h da manhã. Olhando e imaginando que aquele potinho, inocente potinho, decidiria a vida dela e de seu noivo. Decidiria o futuro de duas pessoas. Que estupidez! Como ela tentou isso? Ela ri dela mesma por isso. Parece desesperada por respostas e fez um teste caseiro. Então, mais tarde, comprou o teste de farmacia. Sim. Esse mesmo de tirinha. E lá foi ela. Acordou cedinho apenas para essa missão. Meu Deus! Como uma urina iria decidir uma vida? Resolveria a dela. Diria o que estava acontecendo. E subiu a cor, apareceu uma tira forte. E ficou esperando, esperando, pra ter certeza do resultado, ficou mais de 10 minutos observando. E adivinha? Deu negativo. Ela se sentiu tão satisfeita que poderia dormir feito pedra durante 100 anos. Poderia fazer cosplay da Bela Adormecida. Seria cômico se não fosse trágico. A menina passou de angustiada para aliviada. Boa sorte, colega! Espero que não precise mais acordar 6h da manhã e ficar encarando sua urina. 

— Jessie Kurth (via doceescorpiao)


Página 1 de 1